Unidos do Viradouro escolhe o samba da parceria de Claudio Mattos e Dan Passos

0
Foto: Henrique Mattos / LIESA

É da parceria formada pelos compositores Cláudio Mattos, Dan Passos, Marco Moreno, Victor Rangel, Lucas Neves, Deco, Thiago Meiners, El Toro, Luís Anderson e Jefferson Oliveira, o samba que a Unidos do Viradouro levará para o desfile no Grupo Especial do ano que vem. A vermelho e branco tem como enredo “Rosa Maria Egipcíaca”, de autoria do carnavalesco Tarcísio Zanon.

A festa em Niterói aconteceu na noite deste domingo (16), com a quadra do Barreto completamente lotada por componentes e admiradores da escola. O resultado foi anunciado pelo presidente Marcelinho Calil pouco depois de 2h da madrugada deste domingo, sendo recebido com muita alegria pela comunidade. Logo em seguida, o intérprete Zé Paulo Sierra cantou o samba, sendo acompanhado pela bateria de Mestre Ciça e o público presente.

Antes da disputa entre os três finalistas, todos assistiram uma apresentação teatralizada do enredo, apoiada por exibição de vídeos e envolvendo diversos segmentos. Feliz com o resultado, o presidente Marcelinho Calil declarou que a Viradouro está se preparando com afinco para disputar mais uma vez o título de campeã.

“”Sabemos que será uma disputa dificílima, mas chegaremos preparados à Avenida. Estamos trabalhando para isso”.

A Diretoria da LIESA esteve presente. O presidente Jorge Perlingeiro, acompanhado pelo vice Hélio Motta, o diretor Jurídico, Fernando César Leite, o diretor de Carnaval, Elmo José dos Santos, e o diretor de Marketing, Gabriel David. O presidente da Riotur, Bruno Mattos e o presidente da Vila Isabel, Luiz Guimarães, também prestigiaram o evento.

Ouça o samba vencedor:

Compositores:
Claudio Mattos, Dan Passos
Marco Moreno, Victor Rangel
Lucas Neves, Deco, Thiago Meiners
Valtinho Botafogo, Luis Anderson
Jefferson Oliveira e Bertolo
Intérpretes:
Pitty de Menezes e Igor Sorriso
Participação Especial:
Marina Íris

Rosa Maria, menina flor
Rainha do espelho mar
Na pele do tambor
Pranto das dores que resistiu
Deságua no imenso Brasil
Sua luz incorporou
Distante me encontro das origens
Caminho onde o corpo foi prisão
Ouro que deixou as cicatrizes
Esperança foi vertigem
Minh’alma a libertação

É vento na saia da preta courá
Na ginga do Acotundá… É ventania
Sete vozes guiaram minhas visões
Mistério, alucinações, feitiçaria

Me entrego a escrever a predição
Lágrima nas contas do rosário
Dádiva ao clamor do coração
Palavras de um preto relicário
A voz que cobre o cruzeiro
Reluz sobre nós no fim do calvário
Navega esperança à luz do encantado
Reflete o azul
Senti a alma daqueles
Os mais oprimidos
Venci a heresia na fé dos divinos
A mais bela rosa aos pés do Senhor
Candombes e batuques em cortejo
Eu sou a Santa que o povo aclamou

Eis a flor do seu altar
Sua fé em cada gesto
O amor em cada olhar
Dos filhos meus
No cantar da Viradouro
O meu samba é manifesto
Sou Rosa Maria, imagem de Deus

Eis a flor do seu altar
Sua fé em cada gesto
O amor em cada olhar
Dos filhos meus
No cantar da Viradouro
O meu samba é manifesto
Imagem de Deus sou eu

SIGA-NOS INSCREVA-SE VÍDEOS EXCLUSIVOS
Artigo anteriorImperatriz Leopoldinense promove final de samba com novo show dos segmentos
Próximo artigoLIGA-RJ começa a gravar os sambas-enredo das agremiações da Série Ouro
redacao@carnavalcarioca.net.br

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.