Parceria de Chacal do Sax e Myngal é a vencedora na Unidos de Padre Miguel

Músico vence pelo segundo ano consecutivo a disputa de samba do Boi Vermelho.

0
Foto: Diego Mendes

Em uma noite de festa e com a quadra lotada, a Unidos de Padre Miguel escolheu seu hino oficial para o próximo Carnaval, quando levará para a Sapucaí, o enredo “Baião de Mouros”, que está sendo desenvolvido por Edson Pereira e Wagner Gonçalves e que aborda a influência árabe na cultura do Nordeste do país.

A festa teve início às 22h e o público pode conferir a apresentação dos segmentos do Boi Vermelho, que deram um show, embalados pela voz potente do interprete oficial Bruno Ribas e seus cantores de apoio. Sambas antigos foram relembrados animando ainda mais os presentes que se divertiram ao som da bateria Guerreiros de Mestre Dinho.

Outro ponto de destaque da noite foi o momento da ilustração do enredo da escola, através de uma apresentação do grupo de dança do ventre e dos passistas da agremiação, coreografados pelo talentoso diretor George Louzada. Por volta das 3h da manhã, as três parcerias finalistas começaram as apresentações. Já passava das cinco quando o Diretor de Carnaval Cícero Costa subiu ao palco para dar o resultado do samba campeão.

“Ficamos felizes com a volta da disputa mas escolher uma entre tantas obras maravilhosas não foi fácil. O samba que irá nos representar tem o DNA da Unidos e o do povo da Vila Vintém”.

O samba aclamado pela escola tem os seguintes compositores: Myngal, Chacal do Sax, Alexandre Rivero, Robertinho, Maykon Rodrigues, Rafael Faustino, Gabriel Simões e Felipe Mussili.

Ouça o samba vencedor:


E lá vou eu
A seca, um deserto, sol ardente
Sanfona no compasso do repente
Simbora que hoje vamos prosear
Outra vez romancear
Lá vou eu na luz
Que alumia meu sertão
Rabeca encontra o som do acordeom
Sou eu vivendo um sonho das Arábias
Vi camelo no agreste
Sultão cabra da peste
São 1001 noites de histórias ao luar
Romance de cavalaria, um cangaceiro
De turbante e gibão
Que vai além da imaginação

Em devoção vou seguir em romaria
Sempre guiado pelos caminhos da fé
Diz, Maomé: Salamaleico
Pedindo a bênção
Na meca do meu padroeiro

O sal da terra é o deserto desse mar
Povo valente, alma de guerreiro
O beduíno segue os passos do vaqueiro
É o oásis que enfeitiça o nosso olhar
Vem ver o sol do Aaara
Invadindo o nordeste
O barro rachado no chão do agreste
Forró, xaxado, baião… Inshalá
Tem pandeiro e camajá
Rastapé a noite inteira
De mãos dadas na Avenida
Pra selar a união
E na Mesquita de Padre Miguel
Mustafá e Lampião

Ê boi vermelho chegou pra guerrear
Meu boi vermelho a vitória vem de alá
A nossa escola não deve nada a ninguém
Respeite o povo da Vila Vintém

SIGA-NOS INSCREVA-SE VÍDEOS EXCLUSIVOS
Artigo anteriorImpério Serrano pronto para escolher o samba em homenagem a Arlindo Cruz
Próximo artigoPortela vai cantar seus 100 anos na Sapucaí com o samba de Wanderley Monteiro
redacao@carnavalcarioca.net.br

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.