Imperatriz Leopoldinense

0
PARCERIA DE ME LEVA (CAMPEÃ)

Compositores:
Me Leva, Gabriel Coelho
Miguel da Imperatriz
Luiz Brinquinho
Antonio Crescente e
Renne Barbosa
Participações Especiais:
Lucas Macedo e Rodrigo Rolla
Repentista:
Ednaldo
Intérpretes:
Igor Sorriso e Igor Vianna

Imperatriz
Veio contar para ocês
Uma história de assombrar
Tira sono mais de mês

Disse um cabra
Que nas bandas do Nordeste
Pilão deitado
Se achegava com o bando
Vinha no rifle
De Corisco e Cansanção
Junto de Cirilo Antão
Virgulino no comando
Deus nos acuda
Todo povo aperreado
A notícia corre céu
E chão rachado
Rebuliço no olhar
De um mamulengo
Era dia 28 e lagrimava o sereno

E foi-se então, adeus Capitão
No estouro do pipoco
Rola o quengo do caboclo
A sete palmos desse chão

Nos confins do submundo
Onde não existe inverno
Bandoleiro sem estrada
Pediu abrigo eterno
Atiçou o cão catraz
Fez furdunço e Satanás
Expulsou ele do inferno
O jagunço implorou um lugar no céu
Toda santaria lhe deu foi bedel
Cabra macho excomungado
De tocaia num balão
Nem rogando a Padim Ciço
Ele teve salvação

Pelos cantos do sertão
Vagueia, vagueia
Tal qual barro feito a mão
Misturado na areia

Quando a sanfona chora
Mandacaru aflora
Bate zabumba
Tocando no meu coração
Leopoldinense, cangaceira
É minha escola
Eis o destino do valente Lampião

PARCERIA DE DUDU NOBRE

Compositores:
Dudu Nobre, Kleber Rodrigues
Márcio Pessi, Maestro
Luizinho das Camisas e
Rafael Mikaiá
Participação Especial:
Simões Feiju
Intérprete:
Tinga

Surge em meio da poeira
O temido Lampião
Cabra ruim vira peneira
A polícia ta no chão
Rasga bucho na peixeira
De Graúna, de Curisco e Dadá
Bonita Maria vem dançar
Mas brincou com a sorte
Um dia a morte atrai
Depois da vitória
O heroi da história cai
Zumbido de aço
E Rei do Cangaço ao chão
E vaga feito assombração
Se Virgulino chegou, quer entrar
O tinhoso ta à espreita no portão
“Já tem capitão esse lugar”

Sai pra lá
O encardido tão logo gritou
O cara era brabo
Até com o diabo se desembestou
Que rebu
Rachadinha era a farra do boi
Chegou Aucapone
Veio lobisome e o homi se foi

Subiu na ossada
Aprumou na montaria
Rumou pro alto
E jurou que era fiel
Chegou São Pedro
Corre corre, gritaria
Isso aqui é heresia
Começou o escarcéu
Veio até o Padim Ciço
Mas não pode entrar no céu
Voltou para terra
Está na gibeira
No sopro do acorde
Do rei do baião
No barro que molda o destino
Ele é Vitalino vivo no sertão
Na pena do poeta
Encanta e desperta
O sonho de um trovador
Que é verdejante, amor
É verde e branco o amor

Se a Imperatriz contou
Eu não posso duvidar
Meu cordel tá na Avenida
É pura arte popular

PARCERIA DE JEFERSON LIMA

Compositores:
Jeferson Lima, Rômulo Meirelles
Bello, Silvio Mesquita
Carlinhos Niterói e R. Gêmeo
Participações Especiais:
Guilherme Alemão e Zé Glória
Intérpretes:
Nêgo e Nino do Milênio

Pajeú, pé de peba e pé de pato
Jararaca e beato, Zé de Julião
Corisco, Dadá, Pilão Deitado
Parabelo carregado
Rebuliço, invasão
Sol na moleira
Xique-xique, chão rachado
Bandoleiro no xaxado
O suor pelo gibão
No meio disso
Maria era a mais bela
Arrastava as chinelas
Sob o olhar do Capitão

Virgulino, cabra da peste
O valente cangaceiro
Dos repentes do nordeste
Das violas de cordel
A estrela de Salomão
Brilhava no seu chapéu

Tiroteado, conheceu a morte
Quengo sem cangote
Satanás foi visitar
Pediu morada, mas não teve sorte
Bem aperreado, tacou fogo no lugar
Lá no céu, outro alvoroço
Ninguém queria o moço apiedar
São Pedro reuniu a santaria
Corre-corre, gritaria
Pro danado não entrar
Ê zabumba
Retumba no arraiá divinal
Foi balancê, anarriê
Um fuzuê celestial
O disgramado, num lindo balão
Do padim Ciço romão
Quis a bênção final
Vaga por todo o sertão
Vive na poesia
Nas vestes do rei do baião
No barro do mestre, em fantasia

Eu sou a lenda do cangaço
Um destino em cada passo
Sou poeira desse chão
Imperatriz e nordestino
Eu me chamo virgulino
Mas assino Lampião

LEIA A SINOPSE

CLIQUE NA LOGOMARCA ABAIXO
ENVIE SEU SAMBA CONCORRENTE

SIGA-NOS INSCREVA-SE VÍDEOS EXCLUSIVOS
Artigo anteriorEscolas de Samba do Grupo Especial definem datas para a escolha dos sambas-enredo
Próximo artigoVinte parcerias vão disputar o samba-enredo na Imperatriz Leopoldinense
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.