Império da Tijuca

0
Foto: Rodney de Figueiredo

SAMBA / BATERIA

Presidente:
Antônio Marcos Telles
Enredo:
“Samba de Quilombo –
A resistência pela raiz”

Carnavalesco:
Guilherme Estevão
Mestre de Bateria:
Jordan Pereira
Compositores:
Edgar Filho
Paulinho Bandolim e
Guilherme Sá
Intérprete:
Daniel Silva

Clamo a presença
Dos ancestrais
Arde a chama
Na candeia
A luz dos seus ideais
Livre, o samba
Faz escola
Manifesto no terreiro
Sou quilombola
Vou de pé no chão
Resgatar a pureza
Dos meus carnavais
O novo pavilhão
Foi Oxum quem bordou
De dourado e lilás
Vem maracatu
Do caboclo lanceiro
Dança o caxambu
Jongueiro Saravá
Lundú, afoxé, capoeira
No rabo de arraia
Não leva rasteira

Puxa o partido
Pro mestre versar
(Candeia)
Firma na palma da mão
A noite inteira
Risca no amoladinho, Ioiô
Ô Iaiá, vem mexer
Com as cadeiras
(vem sambar)

Sou da arte negra
Sentinela
Um quilombo
Em cada favela
Contra toda forma
De opressão
Sou a poesia
Sem mordaça
Tambores em dia
De graça
Heróis e heroínas
Da Abolição
Sou o canto forte
De Palmares
A vibrar pela cidade
Um grito sufocado
A resistir
Inspiro a verdadeira
Liberdade
Valeu, Zumbi

Quem leva
A noite na cor
De verde e branco
É rei
Mostra seu valor
No Império da Tijuca
Negritude é lei
(Negritude é lei, É lei)

RÁDIO ONLINE

CANAL NO TELEGRAM

VÍDEOS NO TIKTOK

Artigo anteriorAcadêmicos de Vigário Geral
Próximo artigoImpério Serrano
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui