Unidos da Tijuca

0
Foto: Rodney de Figueiredo

SAMBA / BATERIA

Presidente:
Fernando Horta
Enredo:
“Waranã – A reexistência vermelha”
Carnavalesco:
Jack Vasconcelos
Mestre de Bateria:
Casagrande
Compositores:
Anderson Benson
Eduardo Medrado e

Kleber Rodrigues

Intérpretes:
Wantuir e Wic Tavares

Alto céu de Tupanã e Yurupari
Duas forças que vão fluir
A energia de Monã
Que equilibra o bem e o mal
Um lugar onde as pedras
Podiam falar
Onde irmãos desfrutavam
A beleza singular
Anhyã, bela e habilidosa
Mas a cobra ardilosa
Usa a flor pra lhe tocar

E nasce Kahu’ê, o Curumim
De olhos alegres… sempre assim
Presença tão breve
A ingenuidade sucumbe à maldade
Renasce Kahu’ê, o Curumim
Seus olhos alegres não têm fim
Pois o bem é maior, vai reexistir

Vida ligeira, passageira
Plantada no solo da pura emoção
De pele vermelha
Os frutos de uma nação
Vida inocente, vira semente
E ao som de uma ave a cantar
Floresce imponente o povo do guaraná
E se a cobiça e o fogo
Chegarem na aldeia
Deixa a força Mawé ressurgir
E sorrir quando o sol reluzir
Nesse dia eles vão temer
E o amor vai vencer

Erê, essa mata é sua… é sua
Erê, vem provar doce mel… doce mel
Waranã da Tijuca
Vem brincar no Borel

RÁDIO ONLINE

CANAL NO TELEGRAM

VÍDEOS NO TIKTOK

Artigo anteriorMocidade Independente de Padre Miguel
Próximo artigoAcadêmicos do Grande Rio
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui