Imperatriz Leopoldinense

0
Foto: Rodney de Figueiredo

SAMBA / BATERIA

Presidente:
Cátia Drummond
Enredo:
“Meninos eu vivi… Onde canta o sabiá,
onde cantam Dalva e Lamartine”

Carnavalesca:
Rosa Magalhães
Mestre de Bateria:
Lolo
Compositor:
Gabriel Melo
Intérpretes:
Arthur Franco e Bruno Ribas

Eu ainda era menino
À luz de um nobre destino
O dom de tocar corações
E você era menina
Suspirando poesias
Entre versos e estações
Quando a mão
Do grande professor
Nosso caminho em ouro enfeitou
Fui da ribalta à Avenida
Você tão linda
Foi cenário de amor
(lá, lá, lá, lá, lá, lauê)
Fiz da orquestra da folia
O manequim das fantasias
Que João noutro tempo rasgou

Pega na saia rendada
Pra ver o que eu vi
Espelho da raça encarnada
Xica e Zumbi
E descobrir novos Brasis
Ma identidade
Canta, Salgueiro ô
Salve a Mocidade

Lembro que o Imperador
Me levou pra ser rei
Em sua Assíria
Amanheceu e nós dois
Fomos uma só voz
No altar da Bahia
Brilhei…neste palco iluminado
Dancei… Sabiá cantou meu apogeu
Numa derradeira serenata

Sonhei com Dalva
E fui morar com Deus

Seu samba nascendo no morro
Ecoa do povo e ressoa no céu
Desperto em seus braços de novo
No mais belo traço
Da flor no papel
Se a saudade é certeza
Um dia a tristeza será cicatriz
Eterna seja, amada Imperatriz

Vem me encantar
Volta pro seu lugar
Seu manto é meu bem-querer
E lá do alto o Pai Maior
Mandou dizer
Quem viveu pra te amar
Seguirá com você

RÁDIO ONLINE

CANAL NO TELEGRAM

VÍDEOS NO TIKTOK

Artigo anteriorInocentes, Padre Miguel e Império Serrano entram na disputa pelo título do acesso
Próximo artigoEstação Primeira de Mangueira
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui