Mini desfiles emocionam público de 5 mil pessoas na Cidade do Samba

No primeiro dia da abertura do Rio Carnaval, escolas mostram uma prévia dos na Sapucaí.

0
Foto: Rodney de Figueiredo

Foi um momento único e muito esperado pelo público. No primeiro dia, Imperatriz Leopoldinense, São Clemente, Unidos de Vila Isabel, Portela, Acadêmicos do Salgueiro e Beija-flor de Nilópolis apresentaram uma prévia dos desfiles da Marquês de Sapucaí, após um hiato de dois anos. O evento de abertura Rio Carnaval, promovido pela LIESA – Liga Independente das Escolas de Samba, era ansiosamente aguardado. O público, que passou de 5 mil pessoas, chegou antes mesmo da abertura dos portões, prevista para as 19h. Enquanto esperavam na fila, puderam ver de perto a entrada triunfal de Milton Cunha, o apresentador da festa. Vestido com um terno de paetês e adereços, ele distribuiu simpatia, atendendo a todos que pediam selfies e acenando a cada vez que escutava seu nome.

“Vivemos neste primeiro dia de evento um momento de grande celebração. Foi lindo ver o público cantando e interagindo com as escolas. Onde tem Carnaval no Rio de Janeiro, a LIESA deve estar presente. E, por isso, estamos super honrados de promover esta belíssima festa, com muita alegria”, conta Hélio Motta, vice-presidente da LIESA.

Com os portões abertos, as pessoas passaram pela revista e apresentaram seus comprovantes de vacinação e foram se distribuindo nos melhores locais para poder acompanhar as escolas do coração. Pontualmente às 20h, o Bloco Cacique de Ramos subia ao palco e transportava os foliões aos antigos carnavais encerrando em grande estilo na pista com os seus componentes.

Após a apresentação do bloco da Zona Norte, chegava, enfim, o reencontro com as escolas de samba do Grupo Especial. A Imperatriz Leopoldinense foi a primeira a subir ao palco, com mestre e sala, porta-bandeira, musas, bateria e sua rainha de bateria, a cantora Isa. Quando desceu para o mini desfile na Cidade do Samba, bandeiras tremulavam e era possível sentir a empolgação de componentes e público.

A segunda a mostrar o seu samba-enredo foi a São Clemente. A escola de Botafogo homenageou o ator Paulo Gustavo, que faleceu devido a complicações da COVID-19 no ano passado. A Vila Isabel veio logo em seguida e levantou o público, com um enredo que homenageia o cantor Martinho da Vila e a apresentadora Sabrina Sato no comando o reinado de sua corte de ritmistas.

O característico grito da águia anunciou a apresentação da quarta escola na Cidade do Samba. A Portela trouxe o enredo que homenageia a árvore sagrado Baobá, encontrado no continente africano. Um dos pontos altos foi a passagem da comissão de frente.

O Salgueiro trouxe a rainha Viviane Araújo. Aos três meses de gravidez, ela magnetizou a todos com seu carisma à frente da Furiosa. O enredo “Resistência” mostrou personagens negros que fazem parte do cotidiano, mostrando o real sentido da palavra. Finalizando a noite, a Beija-Flor trouxe balões azuis e branco para a Cidade do Samba. Com um enredo que enaltece o povo preto, a escola de Nilópolis arrastou a multidão para pista. O apresentador Milton Cunha subiu no carro de som e acompanhou o percurso.


Segundo Dia

O Rio Carnaval 2022 continua neste domingo, 27 de fevereiro, a partir das 19h. Neste dia, apresentam-se Paraíso do Tuiuti, Unidos da Tijuca, Estação Primeira de Mangueira, Mocidade Independente de Padre Miguel, Acadêmicos do Grande Rio e a vencedora do último Carnaval, Unidos do Viradouro.

Acesse o nosso canal no TELEGRAM

Artigo anteriorElisa Lucinda vai desfilar pela Beija-flor após visitar ao barracão
Próximo artigoLIESA – Abertura do Rio Carnaval 2022
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.