Lei reconhece o Império Serrano como Patrimônio Imaterial e Cultural

Medida visa preservar a história e a tradição do Reizinho de Madureira.

0
Foto: Emerson Pereira

O governador Cláudio Castro sancionou a Lei nº 9529, de autoria do deputado estadual Dionísio Lins (Progressistas), que torna o Império Serrano, Patrimônio Imaterial e Cultural do Rio de Janeiro. Anteriormente, o então Projeto de Lei havia sido aprovado de maneira unânime pela Assembleia Legislativa. Segundo o deputado, a proposta visa resguardar a história do Reizinho de Madureira, uma das entidades carnavalescas mais tradicionais do país. Para o presidente Sandro Avelar, a sanção da lei é uma grande conquista:

“A aprovação do projeto é motivo de muita alegria para todos nós. Somos uma instituição grandiosa, com uma linda história e nomes importantes para a cultura popular brasileira. Estamos buscando transformar o Império novamente numa escola forte, competitiva e que corresponda à altura de suas tradições. Agradecemos ao deputado Dionísio Lins pela criação do projeto, ao plenário da ALERJ pela unanimidade e ao governador Cláudio Castro por sancionar a lei”.

Em busca de mais um título do Carnaval Carioca, a escola será a oitava a se apresentar no sábado de folia, pela Série Ouro da LIGA-RJ, com o enredo “Mangangá”, de autoria do carnavalesco Leandro Vieira.

Acesse o nosso canal no TELEGRAM

Artigo anteriorComissão formada por trio comandará a Harmonia da Lins Imperial
Próximo artigoUnidos da Tijuca comemora 90 anos de fundação recebendo várias coirmãs
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.