Paulo Barros anuncia enredo com temática afro na Paraíso do Tuiuti

"Ka ríba tí ÿe - Que nossos caminhos se abram", terá histórias de luta, sabedoria e resistência negra.

0
Foto: Ewerton Pereira

A Paraíso do Tuiuti lançou, na tarde deste sábado (10), o novo enredo para o próximo Carnaval. De autoria do carnavalesco Paulo Barros, a agremiação de São Cristóvão levará para a Sapucaí, o enredo “Ka ríba tí ÿe – Que nossos caminhos se abram”. O tema vai exaltar as histórias de luta, sabedoria e resistência negra. A sinopse e a logomarca oficial serão divulgados no próximo mês.

“Sou um gestor no Carnaval que sempre vou querer o melhor.  Quem teve a oportunidade de olhar o projeto do enredo sobre os bichos, pode constatar como o Paulo Barros é criativo, inventivo. Um projeto incrível. Só que ele queria mais. Em uma das minhas muitas conversas com ele, falamos sobre enredo afro. E não é que ele se empolgou, e muito. Vai ser um desfile com um ‘DNA’ do Tuiuti”, comentou o presidente Renato Thor.

Paulo Barros comenta sobre o novo desafio:

A transmissão ao vivo para o público das redes sociais ainda contou com a apresentação oficial do novo primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Raphael Rodrigues e Dandara Ventapane, além da nova rainha de bateria, Thay Magalhães e a nova princesa Mayara Lima.

Samba Campeão

Foto: Ewerton Pereira

Apesar de não ir para a Avenida, o enredo “Soltando os bichos” teve o hino escolhido durante a live de aniversário dos 69 anos de fundação. A diretoria realizou a “final” e decidiu pela parceria de Mumuzinho, Moacyr Luz, Júlio Alves, Pier e Cláudio Russo. O hino entrará para a discografia oficial da agremiação.


Compositores:
Mumuzinho, Moacyr Luz
Julio Alves, Pier
e Claudio Russo

Participações especiais:
W. Correia Filho e Jorge Xavier
Intérprete: Wander Pires

Traz a bicharada
Toda no convés
Grita o patriarca
Para o mundo ouvir
Na arca do futuro
O remo das galés
Mar de mil crianças
Do meu Tuiuti
O leão escapou
Do picadeiro
O gorila quizumbeiro
Fez a jaula de viola
Elefante levantou
Em disparada
Mais de uma tonelada
Agitou a corriola
Quem dera despertar
A bela e a fera
O urso e a flor
Da primavera
Baleias rodeadas
De golfinhos
Depois de setes ondas
O caminho

Céu de arara azul
Tom de sabiá
Liberdade é passarinho
Livre pra voar
E lá vai marola
No mundo sem gaiola

Galo não quer briga
E nem desaforo
Fala pro toureiro
Que a tourada
Não tem touro
Essa molecada
Não sente receio
Em botar na placa
Amanhã não tem rodeio
O homem esse bicho
Que maltrata
Da verde mata
Fez fumaça e chaminé
Chegou à trupe
Um plantel de viralatas
Não tem veneno
Dona aranha dá no pé
A esperança
Navega a vida
Desembarca n’avenida
Toda a Arca de Noé

Sou cobra criada
No samba
No Paraíso de bamba
Sou Tuiuti
Sou cria deste chão
Não tenho medo
De bicho papão

Artigo anteriorPortela celebra 98 anos com live especial, missa e feijoada delivery
Próximo artigoNey Filardi é aclamado presidente da União da Ilha do Governador
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.