Cacique de Ramos está de luto pelo falecimento de Ubirany

O eterno "Chapinha" da Tribo do Samba nos deixa por complicações da COVID-19.

0
Foto: Divulgação

Neste momento de dor, não há palavras para expressar tamanha perda, mas os sentimentos nobres serão nossos alicerces. O Cacique de Ramos e sua Tribo, componentes e amigos lamentam o falecimento de Ubirany Félix do Nascimento, fundador do bloco e do Grupo Fundo de Quintal. Ao lado de seu irmão Bira Presidente, ele ajudou a construir a trajetória do Samba e do Cacique de Ramos.

80 anos de uma vida que transmitiu simpatia e talentos raros. Uma das maiores referências deste gênero musical, um sambista nato, exemplo de integridade e elegância expressos na personalidade que imprimiu através de seu sorriso acolhedor.

Riscou o chão com poesia em seus passos do Miudinho, traços de uma família de sambistas, de sua raiz. Um Tamarindo de Ouro, realeza inconteste com o toque magistral do repique de mão que ganhou o mundo com o Grupo Fundo de Quintal.

Instrumentista, compositor e cantor, um mestre que influenciou vários sambistas de todo país. Sua imagem está eternizada na simpatia que lhe era peculiar, prova que a arte do samba alcançou projeção incalculável e o respeito que merece, com educação, humildade e competência. Bira, do alto de seus 83 anos, tendo 60 destes anos dedicados ao Cacique de Ramos, descreve em poucas palavras a representatividade e sentimento deste momento:

“Meu coração, hoje, não Samba.

Posso ouvir ainda o som do repique de mão, ilustre instrumento que acompanhou meu irmão Ubirany, nestes 80 anos em que fui agraciado por sua presença física, sua parceria. Todos os momentos em família e com nosso Grupo Fundo de Quintal, passam em minha mente como um filme. Nossa história escrita com grande amizade é símbolo de união, de força, de luta e de muitas vitórias.

Sua alma bendita seja luz, como sua vida, que iluminou a todos nós, familiares e amigos. Meu irmão, Ubirany, que Deus, nosso Senhor, o recebe em sua glória”.

Nas palavras de Bira Presidente, ressaltamos toda grandiosidade daquele que foi o primeiro vice-presidente do Grêmio Recreativo Cacique de Ramos, foi e sempre será um dos pilares desta Família Caciqueana. Nosso “Chapinha” agora descansa em paz, eternizado em nossa Tribo, e no panteão das grandes estrelas do Samba.

“Ubirany é Cacique, não somente de Ramos, mas do Mundo do Samba!” Declarou a Diretoria de Ouro de Bira Presidente. O sepultamento será às 16h, deste sábado, 12 de Dezembro de 2020. Restrito à família.

Solicitamos aos fãs e amigos que façam parte da homenagem virtualmente, às 15:30h, quando toda família do samba estará em oração, nesta despedida.

Artigo anteriorSandra de Sá participa da gravação do samba da Unidos da Ponte
Próximo artigoLIESA lamenta o falecimento do sócio-fundador Farid Abrão David
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.