Portela lamenta a morte do cartunista Lan, sócio benemérito da escola

Artista de 95 anos, faleceu vítima de pneumonia.

0
Foto: Raphael Perucci

A diretoria da Portela lamenta informar o falecimento do genial chargista e caricaturista Lan, de 95 anos, vítima de pneumonia. O sócio benemérito e apaixonado pela azul e branco de Oswaldo Cruz e Madureira, estava internado há dois meses, no Hospital da Beneficência Portuguesa em Petrópolis. O sepultamento será nesta quinta-feira (5), às 16h, no Cemitério de Itaipava, na Região Serrana.

“Mais do que um artista genial, portelense ilustre e sócio benemérito, Lan foi um grande defensor do samba e da cultura brasileira. Nós, portelenses, só temos a agradecer por todo o carinho e respeito que ele sempre teve com a nossa escola. É Impossível o Lan morrer… ele estará sempre por perto… bem perto”, exaltou o presidente Luis Carlos Magalhães.

Nascido na Itália, em 1925, Lanfranco Aldo Ricardo Vaselli Cortellini Rossi Rossini se mudou ainda criança para o Uruguai. De 1945 a 1946, ele começou sua trajetória artística nos jornais Mundo Uruguaio e El País. Em 1952, durante uma visita ao Rio, deslumbrou-se com a geografia carioca, com a alegria do povo, o carnaval e as mulheres brasileiras. Em seguida, foi convidado por Samuel Wainer para trabalhar no jornal Última Hora, onde começou a ganhar notoriedade. Sua trajetória inclui, ainda, vitoriosas passagens pelo Jornal do Brasil, onde ficou 30 anos, e por O Globo, onde assinava a coluna semanal “Cariocaturas”.

Reconhecido como um dos mestres do seu ofício no Brasil, ganhou fama internacional por retratar as suas grandes paixões nos desenhos (o Rio, as mulheres, a Portela e o Flamengo). Sua obra inspirou nomes como Ziraldo, Henfil, Paulo Caruso, Chico Caruso e Aroeira, entre outros importantes chargistas brasileiros. Há 40 anos, Lan e a mulher, Olívia Marinho, ex-passista do Salgueiro, escolheram Petrópolis como refúgio. Só no sítio, que fica no distrito de Pedro do Rio, ele mantinha em seu ateliê mais de 5 mil caricaturas. Ele também era cunhado do escritor, ator e comentarista de carnaval Haroldo Costa.

Em 1972, foi agraciado com o título de Cidadão Honorário da cidade do Rio pela Câmara Municipal. Ainda foi condecorado com a Medalha Pedro Ernesto e o título de Cidadão Honorário de Petrópolis. A relação de Lan com a Portela começou na década de 60, quando o artista se aproximou de compositores como Monarco e outros bambas da Velha Guarda. Em 1976, fez a capa do primeiro disco de Monarco.

Em 1979, o amor de Lan pelo samba gerou um grande tributo exibido pelo “Fantástico”, da TV Globo. No clipe “Lan, Vou Sair na Sua Escola”, nomes como Monarco, Alvaiade, Cartola, Dona Neuma, Xangô da Mangueira e Dominguinhos do Estácio, entre outros, cantarolavam a canção homônima enquanto charges do artista apareciam para o público. Na década de 1980, os traços geniais de Lan estamparam o LP “Grandes Sambistas: Velha Guarda da Portela”. Em 2001, ele foi convidado a produzir dezenas de charges para o livro “A Velha Guarda da Portela”, de João Baptista Vargens e Carlos Monte, que contava a história da Velha Guarda Show da agremiação.

Em 2005, quando fez 80 anos, Lan convidou a bateria Tabajara do Samba para animar sua festa de aniversário. Em 2013, recebeu o título de sócio benemérito da Portela, das mãos do então presidente Serginho Procópio e do vice Marcos Falcon. Ao vencer a eleição daquele ano, a chapa Portela Verdade, logo em seus primeiros atos, fez questão de reativar o título de sócio do artista, pois o mesmo havia sido perdido nos arquivos de administrações anteriores.

Em 2017, a Portela concedeu a Lan a medalha Paulo da Portela, a maior honraria da agremiação. Em 2018, foi tema do enredo da escola mirim da Portela, a Filhos da Águia. A última vez que o artista esteve no Portelão foi em 2013, na festa de aniversário de 80 anos de mestre Monarco. A diretoria da Portela lamenta profundamente a morte de Lan e se solidariza com seus familiares, amigos e fãs neste momento de dor.

Artigo anteriorImpério Serrano realiza eliminatória com parcerias da Chave B
Próximo artigoUnidos da Tijuca retoma as atividades com a Feijoada Nota 10
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.