Paraíso do Tuiuti

0

PARCERIA DE MUMUZINHO (Campeã)

Compositores:
Mumuzinho
Moacyr Luz
Julio Alves, Pier e
Claudio Russo

Participações especiais:
W. Correia Filho e
Jorge Xavier

Intérprete:
Wander Pires

Traz a bicharada
Toda no convés
Grita o patriarca
Para o mundo ouvir
Na arca do futuro
O remo das galés
Mar de mil crianças
Do meu Tuiuti
O leão escapou
Do picadeiro
O gorila quizumbeiro
Fez a jaula de viola
Elefante levantou
Em disparada
Mais de uma tonelada
Agitou a corriola
Quem dera despertar
A bela e a fera
O urso e a flor
Da primavera
Baleias rodeadas
De golfinhos
Depois de setes ondas
O caminho

Céu de arara azul
Tom de sabiá
Liberdade é passarinho
Livre pra voar
E lá vai marola
No mundo sem gaiola

Galo não quer briga
E nem desaforo
Fala pro toureiro
Que a tourada
Não tem touro
Essa molecada
Não sente receio
Em botar na placa
Amanhã não tem rodeio
O homem esse bicho
Que maltrata
Da verde mata
Fez fumaça e chaminé
Chegou à trupe
Um plantel de viralatas
Não tem veneno
Dona aranha dá no pé
A esperança
Navega a vida
Desembarca n’avenida
Toda a Arca de Noé

Sou cobra criada
No samba
No Paraíso de bamba
Sou Tuiuti
Sou cria deste chão
Não tenho medo
De bicho papão

PARCERIA DE ALCIDES KENGA

Compositores:
Alcides Kenga
Leandro RC
Marcos Antunes
Sérgio Gil e
Fernando de Lima

Participação Especial:
Jorge Lopa

Intérprete:
Emerson Dias

Olha quem chegou
Em sinal de paz
O velho Noé
Salve os animais
Deu à criançada
A grande missão
Traga a liberdade
Destruindo a ambição
Dê luz a vida
A quem já está
Sem esperança
O futuro na mão
Das crianças
Num mundo só de amor

Picadeiro
Nunca mais
Bom é viver
Rinhas e touradas
Pode esquecer
Olha o fogo
Na floresta
Ganância não
Liberte o bicho
E ponha o homem
Na prisão

A criançada continua
Libertando todos
Correndo o planeta
A serpente
Tá tirando onda
Contra o preconceito
Fazendo careta
Que bicho é esse?
É dona aranha
Tecendo a luz
Da liberdade
Pra sobreviver
O burro largou
A carroça pra lá
Se tem zum zum zum
Tem abelha no ar
Da cartola o coelho
Deu no pé
Vamos todos para
A arca de Noé

Vai dar zebra
Vai dar bode
Hoje a cobra vai fumar
O direito à liberdade
Todos devem respeitar
Seu Leão penteia a juba
Tá na hora de partir
Vem nessa estória
Viajar com a Tuiuti

PARCERIA DE NORONHA

Compositores:
Noronha
Sereno
Paulo Bispo
Genésio Gegê e
Marcelo Rodrigo

Intérprete:
Nino do Milênio
Participações Especiais:
Joãozinho, Drédi e
Luiz Nascimento

Viva o paraíso
Esse é o meu lugar
Chega o aviso
É preciso retornar
Santa embarcação
Tanto esforço em vão
Chuva de egoísmo
Ameaça a criação
Chamem a inocência
Os olhares infantis
Única esperança
É juntar cada petiz
Vamos nós, mãos a obra
Pra salvar os animais
A ambição
Do ser humano é feroz
Só por capricho
Nosso bicho
É o mais voraz

O lugar do rei da selva
Não é um picadeiro
É solto na relva
Com outros leões
Comecem o embarque
Porque não é cativeiro
Vamos logo bem ligeiro
Abram jaulas e portões

Parem as rinhas
A molecada avisa
Sem rodeio
Desarmando armadilhas
Touros driblam
Os toureiros
Chama que invade
Fogo covarde
Fera ferida
Terra sentida
E no mar…
Anciãs vão guiar
A barca da vida
Vira latas, roedores
Todos tem o seu lugar
Rastejantes, predadores
E o mais perigoso que há
Ôôôôô Ele pega
Mata e come
Muito cuidado
É o bicho homem
Todo cuidado
Com o bicho homem

A criança
Vem nos libertar
Pro mundo enfim florir
A esperança que raiou
Quando a fauna embarcou
Na arca do meu Tuiuti

PARCERIA DE CARLOS FIONDA

Compositores:
Carlos Fionda
Alessandro Tricolor
Lua Rodrigues
Anderson Benson e
Fadico

Participação Especial:
Rafael Miranda
Intérpretes:
Zé Paulo Sierra e
Tinga

Ah se eu
Pudesse ensinar
Para o tal pensador
E fizesse enxergar
A pureza do amor
Pois deixou
De entender
A sua missão
Chicote na mão
Pra dizer
Que me doma
Argolas e grades
Prisão sob a lona
Duelos que inflam
Seu ego de superior
Sorrisos que nascem
Através da dor

Quem não sabe
O que Deus
Não respeita a vida
No dilúvio, o final?
Para nós a saída
Se tu queimas meu lar
E não cuida dos meus
É prenúncio que o tal
Racional se perdeu

Eis a pureza
Na essência infantil
Onde jamais
O preconceito existiu
Nem todo mal
Está naquilo
Que se vê
E o instinto
É nosso jeito de viver
Voa Tuiutí…
Que o Paraíso te espera
Faz da profecia liberdade
A criança é luz
Da Nova Era
A consciência
Da humanidade

Solta os filhos da mata
Deixa em pé a madeira
Que a esperança reside
No verde bandeira

Vai meu Tuiuti
Abre o livro sagrado
Abençoado pássaro de fé
Voa Tuiutí
Nesse azul iluminado
Salva a fauna
E seu reinado
Faz a arca de Noé

PARCERIA DE TICO DA MIKINHA

Compositores:
Tico da Mikinha
Jurandir, Luiz Fundão
Tony Lucio e
Afonsinho BV

Intérpretes:
Bico Doce e
Afonsinho BV

Nem pensar
Na morte da bezerra
Ou tristeza
Noé voltou
Para as crianças
Deixou uma missão
Hoje o bicho vai pegar
É hora da libertação
Só alegria sentiram
Adeus jaula e picadeiro
Rumo a arca partiram
Não são mais prisioneiros
Cães e gatos se uniram
Seguiram na mesma fé

A molecada tá fechada
Com Noé

Uma andorinha só
Não faz verão
E a ganância
É o oposto da nobreza
Quem põe galo na rinha
Não presta
Caça e tourada
Não é festa
Queimadas e ameaça
De extinção
Já que hoje
A cobra vai fumar
E Noé vai embarcar
Pro “Paraíso”
Com sua turma animal
Meu Tuiuti a sorrir
Solta os bichos
Nesse carnaval

Então me diz
Quem é o bicho papão
Se o pior animal
É o pensador
A nova geração
Não terá lobo mau
Nem dia do caçador

Solta a bicharada
Já é hora de mudar
Crueldade nada a ver
Liberdade pra viver
Liberdade pra voar

PARCERIA DE MÁRCIO ANDRÉ

Compositores:
Márcio André
Ronildo
Marcelo Lepiane
Rafael Tubino e
Thiago Savanna

Intérpretes:
Igor Sorriso e
Igor Vianna

Vamos embarcar
Nessa aventura
Feito criança
Novamente a sonhar
Sob a proteção da arca
Noé retorna
Para os animais salvar
Meu picadeiro
Não tem jaula
E nem gaiola
Tem esperança pra acabar
Com a extinção
Soltar os bichos
É vestir a fantasia
A doce imaginação

Rei da selva despertou
Animando a bicharada
Pra cair nessa gandaia
Vem quem quiser
Se correr o bicho foge
Tá liberado
Hoje até boi brabo
Vai gritar olé

É preciso entender
Não estamos sós
Amar, proteger
Os nossos heróis
Apagar do mundo
Esse mal que acaba
Com as águas azuis
E o verde das matas
Maus tratos jamais
Deixa o galo
Acordar as manhãs
Passarinhos enfeitam
O céu
Abelhas adoçam
A vida como mel
Num reino de paz
E felicidade
A arca vai levar
A esperança
A mais linda floresta
Em meu coração
De criança

Que eu leve o amor
Por onde passar
Meu Paraíso
É o seu lugar
No conto encantado
Do meu Tuiuti
Seja livre
Pra fazer sorrir

PARCERIA DE ERIC SOUZA

Compositores:
Eric Souza e
Dona Zezé

Participação Especial:
Betinho do Cavaco
Intérprete:
Ciganerey

Nós somos mensageiros
Enviados por Noé
Meninas e meninos
Num só canto
Vamos dar as mãos
Nessa viagem de amor
Temos a missão
De reparar
Toda essa dor
Deus nos ensinou
A respeitar os animais
Mas deu pra perceber
Que o homem não aprendeu

O bicho vai pegar
Não vamos permitir
Que gatos virem couro
Para tamborins
Urso virar tapete
Casaco de leão
Burro puxar carroça
Dói meu coração

Se o homem
Tivesse no peito
O coração
De uma criança
Bastava pra quem
Nos governam
Ter mais tolerância
Oh, bicho homem
Chega de tanta devastação
Nas rinhas os animais
Pagam o preço
Dessa ambição
Alô criançada
Espalhem pra todos
Os bichos
Para embarcarem
Na arca
Rumo ao paraíso
Girafas, elefantes
Macacos, coelhinhos
Dona Cegonha
No picadeiro
O rei da selva mandou
Todos preparar
Pra zarpar
Vai Tuiuti
Mostra sua voz
O mundo ideal
Depende de nós
Vamos zelar
Pelos ninhos
Da nossa nação
Vai Tuiuti
Mostra sua fé
Teu canto
Teu samba no pé
Chama todo mundo
Para arca de Noé

Meu Tuiuti
É o paraíso
Da esperança
O sonho mais
Bonito de criança
É Arca de Noé

LEIA A SINOPSE

CLIQUE NA LOGOMARCA ABAIXO
ENVIE SEU SAMBA CONCORRENTE

Artigo anteriorImpério Serrano promove a semifinal de sambas com dez parcerias
Próximo artigoUnidos da Ponte
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.