Beija-flor de Nilópolis distribui mil caixas com doces a comunidade

Pandemia não quebrou tradição da escola de samba, embora tenha exigido cuidados redobrados para a ocasião.

0
Foto: Eduardo Hollanda

Mesmo com data indefinida do próximo desfile oficial por causa da pandemia, a Beija-flor não abandonou ações que historicamente a transformaram numa escola de samba com papel social inquestionável para os moradores de Nilópolis. No último domingo (27), em homenagem ao dia de São Cosme e São Damião, a azul e branco distribuiu mil caixas com doces destinadas às crianças e famílias do município em que a agremiação está sediada.

Participaram da iniciativa, obedecendo a todos os protocolos sanitários necessários em decorrência da pandemia, a porta-bandeira Selminha Sorriso e Rodney, mestre de bateria da escola. Estrelas da Deusa da Passarela, a dupla se juntou a outros membros da equipe para ajudar a promover a distribuição dos mimos.

“Foi muito diferente, mas nem por isso deixou de ser lindo. Salve São Cosme e Damião”, comemorou Selminha.

Ainda que a data do próximo desfile esteja suspensa, a diretoria já anunciou o enredo. O título chama-se “Empretecer o pensamento é ouvir a voz da Beija-flor”. O carnavalesco Alexandre Louzada e uma comissão de três artistas negros — Fabynho Santos, André Rodrigues e Rodrigo Pacheco — serão responsáveis por desenvolver o tema, que abordará a importância da intelectualidade negra para a superação das desigualdades raciais.

Foto: Eduardo Hollanda
Artigo anteriorUnidos de Bangu anuncia o retorno do intérprete Luís Oliveira
Próximo artigoPortela promove mais uma edição de sua Feijoada Delivery
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.