Fórum Carioca de Blocos de Rua defende “Carnaval Seguro”

0
Foto: Divulgação

O grupo formado por seis associações de blocos e bandas do Carnaval de Rua do Rio de Janeiro busca a realização do evento apenas após a distribuição da vacina a grande parte da população, o que tornaria possível a aglomeração de pessoas, típica da festa.

Com o objetivo de deliberar os melhores caminhos para a viabilização do Carnaval em meio à pandemia do novo Coronavírus, o Fórum nasceu da união das principais entidades e blocos de rua do Rio: Sebastiana, Zé Pereira, Sambare, João Nogueira, Cordão do Bola Preta, Coreto e Carnafolia.

Marcia Rossi é presidente do “7 de Paus”, tradicional bloco do bairro de Vila Isabel e também fundadora do projeto “Mulheres Brilhantes”, que incentiva e apoia empreendedoras de várias localidades do município do Rio de Janeiro na luta pelo empoderamento feminino.

Para a presidente da Carnafolia – Associação que compreende os blocos do Rio Comprido, Vila Isabel, Tijuca, Grajaú e Andaraí – Márcia Rossi, mais do que o calendário ou data em que será celebrada o evento, é momento de prezar pela saúde de todos em primeiro lugar, dos organizadores aos foliões.

“Atenderemos às recomendações e exigências dos órgãos de Saúde competentes, em especial as diretrizes da Organização Mundial da Saúde”, destaca. “Portanto, seria irresponsável qualquer festejo antes de imunizar a população”, explica Márcia.

Artigo anteriorMussum será o enredo da Lins Imperial para o próximo Carnaval
Próximo artigoUnidos do Viradouro anuncia corte de pessoal e redução salarial
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.