Beija-flor arrecada 60 toneladas de alimentos com a #LivedoSamba

Agremiações promoveram transmissão ao vivo em prol de famílias afetadas economicamente pela pandemia do Coronavírus.

0
Foto: Reprodução TV Beija-flor

A Beija-flor de Nilópolis e seis coirmãs do Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro iniciaram a semana com motivos para comemorar. O balanço final dos números da #LivedoSamba, evento promovido pela azul e branco no último sábado (9), e encampado pelas outras agremiações, mostra que a transmissão ao vivo voltada para os admiradores das escolas de samba e dos sambas-enredo arrecadou 60 toneladas de alimentos; 700 litros de água e 3,5 mil máscaras de proteção, que serão doadas em prol de famílias economicamente prejudicadas pela pandemia da COVID-19. A iniciativa teve patrocínio da Cerveja Original e apoio da AME Digital.

O evento, comandado pelo comentarista e apresentador Milton Cunha, atingiu mais de 400 mil visualizações e foi um dos temas mais comentados do país nas redes sociais (no Twitter, por exemplo, chegou a ser o terceiro tópico com mais mensagens dos usuários).

Por mais de seis horas, intérpretes e mestres de bateria dos mais importantes para a festa da Marquês do Sapucaí permaneceram ao vivo no canal da escola do Youtube para ajudar a formar uma mobilização de cariocas e brasileiros dispostos a ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade. Além de Neguinho da Beija-flor, o anfitrião, participaram da festa no barracão da “Deusa da Passarela” na Cidade do Samba, Zona Portuária do Rio, os intérpretes Marquinho Art’Samba (Mangueira), Gilsinho (Portela), Wantuir (Unidos da Tijuca), Celsinho Mody e Carlos Junior (Paraíso do Tuiuti), Tinga (Vila Isabel) e Zé Paulo Sierra (Unidos do Viradouro).

Assista na íntegra a #LivedoSamba

Em nome da transparência, a AME Digital foi a responsável por centralizar as arrecadações via QR Code enquanto a transmissão acontecia. O dinheiro arrecadado será dividido entre as escolas e revertido em doações de cestas básicas para famílias e pessoas em estado de necessidade em todo o Rio de Janeiro. No caso da Beija-flor, a parcela da agremiação será integralmente destinada à ONG Ação Cidadania.

Além da preocupação social, a #LivedoSamba também contou com cuidados referentes à saúde de sua equipe e dos participantes. Durante todo o processo, foram seguidos protocolos da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde com o objetivo de manter os envolvidos devidamente distanciados e devidamente prevenidos contra o novo coronavírus. Houve também a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI), como máscaras e escudos faciais, bem como de álcool em gel. Mensagens de conscientização também fizeram parte da iniciativa.

Atualizado em 11/05/2020

Artigo anteriorAcadêmicos do Grande Rio distribui 800 refeições no Dia das Mães
Próximo artigoPortela faz entrega de cestas básicas e máscaras para mais 244 famílias
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.