Estação Primeira de Mangueira

0

SAMBA / BATERIA

Presidente: Elias Riche
Enredo: “A verdade vos fará livre”
Carnavalesco: Leandro Vieira
Mestre de Bateria: Wesley
Compositores:
Manu da Cuíca e Luiz Carlos Máximo
Intérprete: Marquinho Art’Samba

Eu sou da Estação
Primeira de Nazaré
Rosto negro
Sangue índio
Corpo de mulher
Moleque Pilintra
No Buraco Quente
Meu nome é
Jesus da Gente
Nasci de peito aberto
De punho cerrado
Meu pai carpinteiro
Desempregado
Minha mãe é Maria
Das Dores Brasil
Enxugo o suor de quem
Desce e sobe ladeira
Me encontro no amor
Que não encontra fronteira
Procura por mim
Nas fileiras
Contra a opressão

E no olhar
Da porta-bandeira
Pro seu pavilhão

Eu tô que tô dependurado
Em cordéis e Corcovados
Mas será que todo povo
Entendeu o meu recado?
Porque de novo
Cravejaram o meu corpo
Os profetas da intolerância
Sem saber que a esperança
Brilha mais na escuridão
Favela, pega a visão
Não tem futuro sem partilha
Nem Messias de arma na mão
Favela, pega a visão
Eu faço fé na minha gente
Que é semente do seu chão
Do céu deu pra ouvir
O desabafo
Sincopado da cidade
Quarei tambor
Da cruz fiz esplendor
E ressurgi
No cordão da liberdade

Mangueira
Samba, teu samba
É uma reza

Pela força que ele tem
Mangueira
Vão te inventar mil pecados
Mas eu estou do seu lado
E do lado do samba também

Artigo anteriorUnidos do Viradouro
Próximo artigoParaíso do Tuiuti
Locutor nas escolas de samba do RJ, analista de sistemas, jornalista (RG 0039675-RJ), compositor e intérprete. Administrador do site CARNAVAL CARIOCA.

Deixe uma resposta:

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui