Mocidade realiza ensaio técnico contagiante na Marquês de Sapucaí

Foto: Antonio Pivanti

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Independente de Padre Miguel foi a primeira a realizar o ensaio técnico na Marquês de Sapucaí, na noite deste domingo (4), com teste de luz e som. A agremiação vai prestar uma homenagem a Índia através do enredo “Namastê… a estrela que habita em mim, saúda a que existe em você”, que está sendo finalizado pelo carnavalesco Alexandre Louzada.

Por volta das nove horas da noite, a bateria “Não Existe Mais Quente”, comandada por Mestre Dudu, entrou na Avenida realizando o seu tradicional esquenta, levantando o público das arquibancadas. A rainha Camila Silva brilhou e encantou à frente dos ritmistas com muito samba no pé. Vale registrar o show a parte das torcidas da verde e branco com bandeiras e fogos de artifício.

Foto: Antonio Pivanti

O vice-presidente da escola, Rodrigo Pacheco, no entanto, explicou a demora no início do ensaio, pois o som não estava a contento e foi aplaudido por todos. Ele pediu desculpas pelo atraso e teve apoio do presidente portelense, Luis Carlos Magalhães, que através do microfone se mostrou solidário com o problema técnico.

Veja as fotos do dia festivo na Marquês de Sapucaí.

Com o som restabelecido, foi a vez do intérprete Wander Pires dar o grito de guerra para iniciar o esquenta da agremiação, entoando os samba campeão do ano passado falando sobre o Marrocos. Três mil componentes fizeram parte do ensaio da Mocidade, distribuídos em 28 alas. Um dos personagens marcantes no desfile de 2017, Aladin esteve na Sapucaí e mais uma vez sobrevoou as arquibancadas do Sambódromo para delírio dos sambistas.

Por volta das 21:45h, a Estrela Guia de Padre Miguel enfim começou pra valer o último treino antes do desfile oficial. Wander Pires com seu tradicional grito de guerra “A hora é essa…” fez vibrar o público e os componentes. A obra, uma das mais elogiadas do período pré-carnavalesco, é de autoria dos compositores Altahy Veloso, Zé Glória, Paulo Cesar Feital, J Giovanni, Denilson do Rosário, Alex Saraiça e Carlinhos da Chácara.

Assista os vídeos do ensaio da Mocidade.

A comissão de frente, comandada pelos coreógrafos Saulo Finelon e Jorge Teixeira, apresentou movimentos que retratavam a letra do samba, mas não a coreografia oficial. Foi possível observar também o canto empolgante dos componentes.

Foto: Rodney de Figueiredo

O primeiro casal de mestre-sala e porta bandeira, Marcinho Siqueira e Cristiane Caldas, realizou uma apresentação bastante aplaudida. Jefinho e Bruna Santos, o segundo casal, também fez bonito na Avenida.

Foto: Antonio Pivanti

Outro destaque vai para o figurino especial da ala de passistas, além de outras alas que traziam adereços fazendo referência ao país homenageado. A ala de chocalhos executou uma interessante coreografia com a rainha Camila Silva. O canto forte do samba rendeu bastante na voz do intérprete Wander Pires, sendo refletido na maioria das alas. Elementos, portanto, que colocam a Estrela Guia de Padre Miguel entre uma das fortes candidatas a conquista de mais um título no Grupo Especial.

Comentários

Comentários