Império da Tijuca foca nos ensaios de canto para aprimorar a Harmonia

Treinos acontecem na quadra todas às terças-feiras, às 20h.

Foto: Geissa Evaristo

Restando quatro meses para o Grêmio Recreativo Escola de Samba Educativa Império da Tijuca pisar na Marquês de Sapucaí, a agremiação passa a intensificar seus ensaios de comunidade buscando a manutenção do desempenho alcançado nos últimos desfiles nos quesitos Harmonia e Evolução.

Focada em adquirir melhores resultados e recuperar as notas 10, os trabalhos não cessam na escola. Para alcançar o objetivo, os ensaios de comunidade são fundamentais. A diretoria visa trabalhar com intensidade os quesitos de chão. Responsável pelo segmento, João Vieira ressalta que o momento é de aprimorar a questão de técnica de desfile, canto e dança, exaltando a importância do trabalho de canto com a comunidade.

“O Império da Tijuca tem uma grande vantagem que é uma comunidade aguerrida e ciente da necessidade dos ensaios. Seguimos no objetivo, que é o canto e dança em harmonia. Assim que se atinge a nota 10. Elaboramos um planejamento iniciado neste mês de setembro e que vem preparando todos componentes para cantar com imponência nosso belo samba-enredo e mostrar a garra e a emoção da nossa comunidade. Temos nossos ensaios sempre às terças-feiras na quadra e vamos iniciar os treinos na Avenida Maracanã aos domingos”, explica o diretor geral de harmonia.

A manutenção do canto e da dança em conformidade com o ritmo da bateria no desfile é o que cria o conceito do quesito Harmonia no Manual do Julgador da Série A. Logo, os quesitos bateria, harmonia e evolução não caminham separadamente embora suas notas sejam independentes. Daniel Silva, intérprete oficial da agremiação, que no ano que vem comandará o microfone oficial sozinho, já está em total sintonia com a bateria Sinfonia Imperial.

“Temos um enredo bastante musical, que vem permitindo uma série de criações. Eu e o trio de mestres de bateria nos comunicamos pelo olhar. Em termos de letra estamos bem à vontade, pois escolhemos a obra ainda em setembro, mas não estamos prontos, o segredo é o ensaio. Canto o samba aproximadamente 60 minutos na quadra, dando espaço para ouvir a voz dos componentes. Os treinos servem para que minha preparação e do carro de som esteja no ponto no dia do desfile& #8221;, comenta Daniel Silva.

O Império da Tijuca inicia no último domingo do mês, dia 29 de outubro, com a participação de todos os seus segmentos, os ensaios técnicos de rua visando o Carnaval 2018. A concentração está marcada para às 17h na Avenida Maracanã esquina com a Rua Garibaldi. Vale ressaltar que a escola já começou a trabalhar com afinco o canto, nos ensaios de quadra, junto a todas as alas, ensaios estes que vem acontecendo nas noites de terça-feira, entre 20h e 22h, no Morro da Formiga.

Em 2018, a verde e branco será a segunda escola a entrar na Avenida, na sexta-feira de folia, e apresentará o enredo “Olubajé: Um banquete para o Rei“, que já está sendo desenvolvido pelos carnavalescos Jorge Caribé e Sandro Gomes. A quadra de ensaios fica situada na Rua Medeiros Pássaro 84 – Tijuca.

Comentários

Comentários